quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Eu renasci no dia 26 de outubro de 2014, dia das eleições.

Amigos da blogosfera e novos amigos sejam bem-vindos ao novo blog. Todos os outros blogs e páginas da internet serão excluídos sumariamente, porque assim que tem que ser.
Eu renasci no dia 26 de outubro de 2014, dia das eleições.
Nunca vou esquecer porque ainda fui votar não por vontade irrefreável, mas para facilitar a vida, porque depois teria que justificar.
O cansaço e a falta de ar já estavam insuportáveis. Votei e fui para a emergência do hospital.
Fiquei no oxigênio até ser encaminhada para as salas de emergência. O único sintoma era prostração e falta de ar intensa. No dia seguinte, o diagnóstico: embolia pulmonar bilateral.
Aí fui para o quarto e iniciou o tratamento medicamentoso, por sorte não precisou cirurgia.
Além do episódio de embolia, sou portadora de ataxia, vasculite e mioclonia.
Mas não vou falar sobre as doenças aqui. Nem sobre detalhes de procedimentos, para informar-se sobre este assunto, você procura o google.
Também este não será um blog de autoajuda, do tipo eu desabafo e você vem buscar consolo como muitos que tem na internet. Nada contra, acho que este tipo de blog cumpre um papel maravilhoso de divulgação e inclusive já tive um sobre a minha bipolaridade e muito me ajudou bem como a outras pessoas. Mas como tudo na vida, chegou um dia em que estava me fazendo mal e parei. Focar na doença não foi legal para mim.  Afinal eu não sou apenas bipolar como não sou este conjunto de doenças crônicas e graves.

A DOENÇA.

A embolia pulmonar foi um divisor de águas na minha vida.
A minha mente sofreu um impacto tão grande, que se eu não colocar aqui meus sentimentos, eu não sei se suporto, eu não sei se encontro forças para sobreviver.
A doença é solitária.
Você está só porque só você sabe da sua dor e da sua luta interna.
Tudo o mais perde a importância e você tem que sobreviver.
Mas os outros não sabem e a vida continua no mesmo ritmo. E de repente seu ritmo muda. Teu tempo é outro. Nada do que foi está valendo.
E aí? O que eu faço do primeiro dia do resto da minha vida?
Confesso que não sei. Confesso que tudo é novo e surpreendente.  Um despertar, uma nova oportunidade talvez, deve ter um significado maior em tudo o que me aconteceu.
Todavia, com o novo enfoque de vida que tenho hoje, vou focar na saúde e na vida, seja ela do jeito que for, seja ela do jeito que eu puder.
Porque descobri na prática algo que eu sabia na teoria, você começa a valorizar a tua vida quando você percebe que pode perdê-la e que isto pode acontecer repentinamente e sem aviso.
Eu tive uma nova oportunidade. Agora vou aproveitá-la da melhor maneira. 

6 comentários:

Rita Cezar Pereira pereira disse...

Não sei quantas almas tenho

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.
Fernando Pessoa
Porque não sei o que dizer, mas por já te gostar, estou aqui.
Realmente estou.

Marli Soares Borges disse...

Aproveite Jeanne, temos que aproveitar mesmo, aproveitar o máximo, antes que a cortina se feche. Você está absolutamente certa. Nossa vida é um sopro, mas a gente só vai se dar conta quando o sopro enfraquece e o ar não chega. Felicidades, blogueira. Cuide-se e recupere-se. Um beijo
Marli

Meri Pellens disse...

Bravo!!! Vou seguir!

Maria Luiza Vargas Ramos disse...

Sei que vais superar mais este desafio e encontrar muitos motivos para não desistir e viver melhor. Conta comigo! Te quero muito bem.

pensandoemfamilia disse...

Oi querida
Recomeçar, olhar a vida na sua plenitude e beleza. Penso que a cada dia podemos olhar o entorno e pinçar algo de bom, seja na natureza, seja no ser humano, seja nos livros, etc...
Vamos compartilhar da sua alegria de renascer. bjs

Denise disse...

Jeanne, vc disse tudo em 3 palavras: valorizar a vida, seja lá como for. Buscar ser feliz, ter amigos, fazer aquilo que nos faz bem. Sentia falta de seus blogs. Sempre gostei de lê-los e tenho aprendido muito com vc. Quando comecei meu blog, o seu era uma inspiração para mim. As vezes auxiliamos pessoas, sem sabermos. Vc me ajudou, naquela época. Muita paz!